Em fluxo

Uma noite dessas, quem sabe, desato em dia, em hora assim terei avistado o que jamais pensei ou imaginado, um teorema com a solução de meus anos, desde que próximos e irreconhecíveis, mouse em forma e cor de cravo e de limão, ainda que não saiba se a gosto de...

Praça Mauá: samba arte

      Chega-se na histórica praça Mauá de preferência a bordo do veículo leve sobre trilhos (VLT), em qualquer dia da nossa semaninha, e o que vemos é a paisagem às margens da baía da Guanabara, onde se destacam como programas o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio...

Flanar

    v. int. andar ociosamente, sem rumo nem sentido certo. (2009). Houaiss     Olha a minha chance. Desservisse em mim a forma do cronista e eu jamais, sem brincadeira, não teria descoberto assim cedo: o flaneur queria dizer também flanar em trajes básicos pelas ruas lindas de Paraty. Dentro de uma bermuda e...

Na fila do pão

  Na boca do povo o provérbio: tudo um dia acaba. Talvez por isso eu sinta memórias de relembrar a Copa da Rússia, essa copa que acaba de passar na tela, e que nos deixa um legado de muitos lances. Quais lances vingarão nas futuras compilações esportivas? Felizmente, não me cabem...

De pés, corpo e alma

  A Copa na Rússia e há quem pergunte se o cérebro do jogador de futebol seria diferente do cérebro de outros atletas. A dúvida é alimentada por nossos cientistas, demandados nessa questão pelo pessoal dos debates, os loucos das varandas que apreciam investigar tais pormenores, detalhes como quantidade de neurônios...

Entrevista para a Oasys Cultural

Entrevista concedida para a Oasys Cultural, em março de 2018, em razão do lançamento do livro de crônicas "O gato na árvore".   Oasys: A crônica não é um gênero tão popular hoje quanto nas décadas de 60 e 70, apogeu de Rubem Braga, Nelson Rodrigues, Paulo Mendes Campos e até Drummond....