Inventados, eu acho

Marco Antonio Martire  Cronicas   Inventados, eu acho

Inventados, eu acho

Pronto! Agora o povo sabe: adoro fazer aforismos. Segue uma curta seleção.

 

MACHISMO

Discutir relação era bom quando a gente ganhava a discussão.

 

MELANCOLIA

É a puta velha com quem deitam todos os escritores.

 

PRAIA DESERTA

A praia deserta virou o lugar por excelência dos que veem com clareza.

 

PRESSA

A pressa é inimiga da refeição.

 

PRIMEIRO DIA DE AULA

Momento mágico pelo qual perdemos o controle sobre nossa própria vida para sempre.

 

QUEIJO (PRATO)

Conforme o gato, conforme o rato.

 

QUEIJO (BRIE)

Conforme o rato, conforme o gato.

 

RABOS

Costumam ser compridos.

 

RANCOR

O rancoroso só tem razão ao acordar.

 

RÉVEILLON

Para algumas pessoas, o Réveillon dura um ano inteiro. Às vezes dois.

 

MEU PERSONAL

Não acreditava em câncer.

 

MINHAS INTENÇÕES ERAM BOAS

Epitáfio sincero de 95% de toda a humanidade.

 

VERÃO

É a estação do futuro.

 

FALAR É PRATA

Mas eu costumo receber em dinheiro.

 

CALAR É OURO

Aguenta que o homeopata mora longe.

 

É isso! Agradeço ao pessoal que me curte e lê. Este cronista sai de férias e retorna ano que vem. Até lá!

 

Publicada na Rubem – Revista da crônica (21/11/2018). Leia esta e outras crônicas em www.rubem.wordpress.com

Sem comentários
Deixe um Comentário: