ritmo

ritmo

 

Se passou por lá no momento da conversa, não duvidaram. Pouca gente seria capaz de confirmar a versão que ela deu mais tarde. Tava usando um aplicativo naquele instante, posso confirmar com o assistente. Mas não foi preciso, quem mandava na treta aceitou suas condições, desde que se limitasse a 350 palavras sobre o assunto, e quatro comentários. Selfie não tinha como, muito menos mensagens. Aceitei na hora, depois me liberam. O sério é que precisavam saber, por isso é que chegaram nela, qual cor do sorvete teriam escolhido. Era uma informação certa, que definiria o tema, mas que não tinha sido gravada, galera do telemarketing confirmou, na base de dados consta: ligação no tal minuto. Precisou o aplicativo intervir, mandando explicar que o sorvete era azulado. Mas azul, não lembro disso não, esse foi no dia seguinte, que gente louca. Ficou para sair a atualização ao meio-dia. Deu e meia e nada. Ficou tudo estranho, sorvete a cores sim, é natural isso, sempre foi. Publicaram o link quando ela entrou no veículo sobre trilhos. Era o primeiro vagão, no meio de gente que conhecia a parada desde criança: teria que digitar uma senha, oito dígitos, letras e números, caixa baixa (3) e alta (2), então quem sabe.

Sem comentários
Deixe um Comentário: